Jesuítas pedem ao governo do Haiti maior compromisso na reconstrução do país


O Serviço dos Jesuítas para refugiados e migrantes da sub-região Caribe (Sjrm) pediu ao governo do Haiti e à sociedade haitiana que se empenhem mais na reconstrução do país, e à comunidade internacional que mantenha as promessas de ajuda ao Haiti, onde as condições de vida pioraram notavelmente após o terremoto de 2010.

Os membros do Serviço Jesuíta para refugiados fizeram o pedido no documento difundido ao término de uma reunião realizada em Santiago de los Caballeros, na República Dominicana, da qual participaram delegados do Haiti, República Dominicana, Porto Rico, Venezuela, EUA e Canadá.

O documento evidencia que a região é caracterizada por diversos fluxos migratórios forçados, como no caso do Haiti, da Colômbia e da América-Central, além do fluxo de dominicanos para Porto Rico e de cubanos para o Equador.

"A situação pior verifica-se no Haiti, onde a fragilidade do Estado e a falta de ajudas internacionais após o terremoto contribuíram para alcançar o limite, por isso apelamos ao governo do Haiti e à sociedade haitiana que assumam o seu papel ativo e que se comprometa mais no processo de reconstrução do país. Ao mesmo tempo, pedimos à comunidade internacional que mantenha as suas promessas de ajuda feitas ao Haiti."

Postagens mais visitadas deste blog

Associação Santa Clara Abre Agenda para o Ano de 2018